Não crie uma área digital

Lendo alguns posts recentes no blog do grupo de planejamento, dois momentos me chamaram atenção pela proximidade de raciocínio e, principalmente, pelo fato dessas pessoas virem de áreas diferentes. O primeiro deles li na descrição do terceiro dia do PicNic 2010, Ulisses zamboni fala sobre a palestra do arquiteto Tom Hulme, da IDEO:

“Hulme deixa claro que um objeto de design não serve para uma corporação se ela for uma ilha na empresa. Se todo “em torno” daquele objeto não estiver embedado de design [seus processos, a empresa, o preço, os serviços, etc], será um objeto fadado à morrer”

O segundo foi no documento desenvovlido pelo Marcelo Douek sobre o Campfire com o pop Gareth Kay durante o NBC2010: “Um ponto interessante é a maneira como eles conseguiram fazer essa transição de uma agência tradicional para o que viraram hoje: implantando “nativos digitais” em todas áreas da empresa e praticamente forçando-os a trabalharem com outros profissionais até que novas ideias começassem a surgir.”

Na minha opinião, criar uma área que seja responsável por pensar sobre novas disciplinas (design, inovação, digital) é um erro. A responsabilidade não pode recair sobre um grupo pequeno e fechado de pessoas, ela deve estar na consciência e no coração de cada um, todos devem se sentir reponsáveis e envolvidos com a mudança. Aqui não trato a respeito do processo operacional, lógico, mas na maneira de pensar e mergulhar no conteúdo. Acredito que é esse senso de reponsabilidade que gera o comprometimento e a motivação necessária para a mudança da cultura.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s