Social media, ciência exata ou humana

Dan Zarrella é um desenvolvedor web que hoje ocupa seu tempo estudando o comportamento das pessoas nas redes sociais. Ele se auto denomina The Original Social Media Scientist. Apesar do título exagerado, ele, sim, tem colaborado de forma muito positiva para o estudo das redes socias, sempre com uma abordagem técnica e analítica, definindo quais termos, dias, horários e até estrutura semântica oferecem melhores resultados na disseminação e engajamento.

Muito já foi dito e deduzido nesses poucos anos de experiências com redes sociais, mas, na minha opinião, as conclusões de Dan fazem muito sentido. Principalmente porque são feitas a partir de estudos quantitativos e qualitativos sobre cases de comunicação e são muito próximas dos comportamentos que presenciamos em outras redes sociais, online ou offline.

Recentemente, ele postou uma apresentação muito interessante sobre o assunto, ela se chama A ciência das redes sociais, como um engenheiro contagia ideia. E no post do seu blog, ele faz um resumo da apresentação que vale a pena refletir para as nossas próximas campanhas que envolvam redes sociais:

1. Experimente diferentes campanhas e repita as que funcionaram. Conduza a sua própria versão da evolução, comece com diferentes ideias, aprenda o que funciona e repita.
2. O tamanho da audiência importa. Apenas qualidade não é o suficiente, você precisa dos dois para impactar e engajar as pessoas.
3. Identifique os influenciadores do seu público-alvo. Ter influenciadores na sua audiência é muito importante e os que forem participativos nas redes sociais são os mais influentes.
4. Maior e mais alto. Você pode querer fazer um estardalhaço e ser polêmico nas redes sociais, mas isso nunca durará muito tempo.
5. Personalize: fale com a sua audiência. As pessoas tem um consumo seletivo nas redes sociais e, quando seu nome é citado, isso chama a sua atenção.
6. Evite o excesso de links. Se você quiser mais cliques e tweets, não tire a atenção da sua audiência.
7. Ajude a sua audiência parecer “cool”. Os usuários estão sempre atuando nas redes sociais e sua marca pode ajudá-los com isso.
8. Não deixe informações sobre a sua marca em falta. Rumores e boatos sempre se sobressaem nos momentos de crise.
9. Não fale muito sobre você. Ninguém gosta daquelas pessoas que só falam sobre elas, não seja uma dessas nas redes sociais.
10. Não esqueça do call-to-action. Como em qualquer forma de comunicação, você deve deixar claro o que quer que as pessoas façam. Redes sociais não é diferente. “Ask for the share”.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s