Eric Schmidt e o futuro da web + Pharrel

Eric Schmidt, CEO do Google entre 2001 e 2011, atual chairman da empresa, respondeu perguntas do seu VP of Google Creative Lab, Andy Berndt. Fiz um resumo das principais respostas:

Internet hoje

Vejo o processo de globalização como algo positivo pois gera desenvolvimento para a sociedade de diversas formas, desde educação via mobile até aplicações diversas, já que hoje a tecnologia está muito acessível e todos podem desenvolver produtos e serviços novos.

Sobre o lado ruim, ele brinca dizendo que fica chocado com os criminosos na web: You’re not welcome. E continua: Acredito que as coisas que acontecem na internet sempre aconteceram, não é algo totalmente novo, mas a mídia expõe a notícia tendo a internet como centro do problema. A maioria das pessoas que estão online são pessoas boas. Através da web, podemos identificar crimes, entendê-los e prender os verdadeiros culpados, principalmente pela necessidade de transparência política e a facilidade de denúncia do usuário como o “flag as inappropriate”.

Mobile

As coisas vão mudar muito rápido, o mercado dobra rapidamente e muitas vezes grandes mudanças passam despercebidas. O mobile será o grande protagonista dos próximos anos, especialmente para o Google. Acredito que as coisas mais inteligentes acontecerão nos smartphones e sua banda larga.

(em um momento tocou um celular da platéia e Eric disse: Nice, please, keep your mobiles on, we love that!)

Eric continua sobre as oportunidades no celular e conta uma situação: Imagine que você está aqui em Cannes e quer comprar uma camiseta, você caminha pela rua e já sabe que na loja da esquerda tem a camiseta X com desconto Y, e que na loja da diretia tem a camiseta X com desconto Y. Você entra na loja, pega a camiseta, passa no caixa e paga sozinho com seu celular. Você tem todos dados da compra, assim como a loja tem os dados do seu consumidor. Esse será um mercado de trilhões daqui poucos anos. O Google é o primerio que está colocando todos esses serviços juntos pelo Google Wallet e ele não terá nenhuma influência monetária na transação, o negócio do Google é de Ads e essa será nossa fonte de monetização.

O Google

Somos uma empresa muito grande e não podemos centralizar tudo, por isso damos essa liberdade aos nossos funcionários para tentarem solucionar problemas deles, a motivação é puramente pessoal e divertida, nossos engenheiros são nossos consumidores, somos totalmente consumer centric. Nós, seres humanos, sabemos o que fazemos bem, nós temos essa visão do todo. Computadores executam funções muito melhores que a gente, eles são mais rápidos e eficientes, então, usamos eles para tornar nossas vidas melhores.

Mercado

Nossos maiores desafios são internos. Não olhamos para o mercado e concorrentes tentando combatê-los, pois em um mercado onde tudo muda tão rápido, quando você começa a responder já está atrasado. Por isso, nós buscamos novas curvas de crescimento constantemente, ao invés de aproveitar uma curva que já começou.

Futuro

Hoje existem 4 grandes empresas que atuam como plataformas para que as pessoas desenvolvam tecnologias: Google, Apple, Facebook e Amazon. Nunca tivemos isso na história e demonstra a importância do consumidor para essas grandes empresas. Há alguns anos atrás, era muito difícil uma empresa chegar rapidamente em 1 milhão de consumidores, no futuro, essas empresas vão surgir mais facilmente pois podemos atingir cada vez mais pessoas.

Andy pergunta: Em dois anos a informação irá dobrar a cada 11 horas, como você percebe isso?

Não será um conteúdo profissional como livros e artigos, mas fotos pessoais e muitas coisas interessantes para poucos usuários. Em vista disso, temos que melhorar e mudar nosso modelo de “10 links search”. Inteligência artifical é algo que irá crescer muito, podendo entender e aprender com os gostos do usuário, podendo sugerir melhores conteúdos.

Um conselho

O melhor conselho que eu recebi é aprender a dizer sim. Tente idzer sim para aquilo que você negou alguma vez, perceber o que cada ideia tem de bom e pode acrescentar em alguma coisa. Temos que experimentar e sermos mais felizes e otimistas. Estamos em Cannes!

Por fim deste outro post gigante, deixo aqui um vídeo do Pharrel Williams falando sobre autenticidade de marcas e artistas:

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s