Institucional Unisinos

unisinos

Linda campanha da Unisinos retratando as pessoas e o ambiente universitário como aspectos propulsores de alguma coisa maior, e não é verdade? 

A gente sempre se encanta com o que uma univesidade pode nos oferecer, no caso da Unisinos, ela tem uma estrutura maravilhosa, pra tudo quanto é tipo de experimentação e atividade. Mas a campanha parte para um plano imaginário, exercitando a reflexão do que aquilo pode me agregar, no que eu me tornarei, ela toca na auto-estima, no ego.

 

Outro ponto interessante é a assinatura. Não existe uma linha separando a parte lúdica da parte racional/comercial, ela conversa com o narrativa e insere a Unisinos de forma suave. A mensagem entra no imaginário e fica por lá mesmo, ela realmente é um convite!

Advertisements

SMS Colombo

colombo

A Colombo fez um anuncio estimulando as pessoas a enviarem um sms (sem custo) para receber um desconto especial. Eu enviei a mensagem e recebi o valor de R$300,00 de desconto, o que é significativo por sí só mas, poderia estar embutido no preço. Fiz uma rápida pesquisa no buscapé e o preço deR$2.000,00 para um Dual Core 2GB de RAM e 250GB de HD é realmente muito competitivo.

Ou seja, o próprio negócio já está muito bom e a ação com sms (importante, sem custo) cria a lembrança da marca na mente do consumidor, ela confere um engajamento maior e uma confiança pela transparência da ação. Não me custa nada mandar uma mensagem para ganhar desconto, certo!?

UniRitter no Kzuka

uniritter-frente-e-verso-002

Muito bacana o anuncio do UniRitter no Kzuka de Maio. É um menino surfista e no verso uma roupa de advogado, quando o anuncio é exposto à luz, as imagens se fundem formando uma mesma pessoa, surfista e advogado. Super de acordo com o conceito da campanha: Seja tudo o que você quiser.

O interesante é que, mesmo sendo um anuncio impresso, ele pode ter um envolvimento maior com a marca porque motiva a uma ação da pessoa que folheia o Kzuka, querendo ou não, a pessoa se engaja com o propósito.

Seria bacana também vê-lo em jornal com gramatura menor, por exemplo, em uma ZH de domingo, com aquele sol de quem acordou tarde, não precisaria nem colocar contra a luz. Mas a segmentação pesa muito mais neste caso e provavelmente terá um resultado melhor.

Claro, se os jovens leitores conseguirem tirar os olhos das fotos dos amigos e não estiverem tão ansioso para ver as próximas. Diga-se de passagem, o Kzuka é bancado por anuncios, mas movido por fotos!